III Exposição e Concurso de Camélias PDF Versão para impressão

Os Jardins do Palácio Nacional de Sintra recebem, nos dias 23 e 24 de fevereiro, a III Exposição e Concurso de Camélias. A mostra e concurso, organizada pela Parques de Sintra em parceria com a Associação Portuguesa de Camélias, vai contar com camélias de várias Quintas Históricas de Sintra e produtores de camélias, atribuindo-se prémios aos melhores classificados.

O concurso, que conta com as categorias de "Melhor Camélia" e "Melhor Variedade Histórica", conta no júri com o Professor António Lamas (Parques de Sintra), o Professor Fernando Catarino (Professor Jubilado da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa) e a Professora Dalila Espírito Santo (Jardim Botânico da Ajuda e Associação Portuguesa de Jardins da Macaronésia).

Os concorrentes com as melhores flores serão premiados com uma viagem* aos Açores onde, tal como em Sintra, existe uma grande variedade de Camélias.

A atribuição de prémios terá lugar a 23 de fevereiro (Sábado), às 14h30, seguindo-se um cocktail.

Destaque ainda para os workshops de Ikebana (sábado às 16h00 e domingo às 15h00), uma conhecida técnica de arranjos florais orientais que cria uma harmonia de construção linear, ritmo e cor, entre o vaso, os caules, as folhas, os ramos e as flores, em contraste com a forma decorativa de arranjos florais que prevalece nos países ocidentais, na qual o destaque é colocado na quantidade e no colorido das cores, dedicando a maior parte da sua atenção à beleza das corolas.

A introdução de Camélias em Sintra (Parque da Pena) e o gosto pelo cultivo de variedades no século XIX deveu-se fundamentalmente a D. Maria II e a D. Fernando II. Muitas destas variedades foram batizadas com nomes de membros da Família Real, em reconhecimento e como forma de divulgação das Camélias em todo o país, sobretudo no Norte, onde o clima era também favorável ao seu cultivo. Assim, encontramos rainhas, ‘Dona Maria II, Rainha de Portugal’ (1865, vermelha – cor de cereja), ‘Dona Maria Pia, Rainha de Portugal’ (branca virgem com riscas de carmesim); princesas: ‘Princeza D. Amelia’ (1865, branca pura), ‘Princeza Real’ (1865, vermelha – cor de cereja com manchas brancas); os infantes: ‘Dom Carlos Fernando (Príncipe Real)’ (1865, cor de rosa delicado), ‘Infante Dom Augusto’ (1865, cor de rosa com riscas brancas); e os reis e imperadores: ‘Dom Pedro V, Rei de Portugal’ (1872, branca pura com marcas e riscas cor de rosa), ‘Dom Pedro, Imperador do Brazil’ (1865, branca com riscas carmesim), e não faltando a Condessa d’Edla (1872, branca pura).

Em Sintra, a presença de Camélias é ainda hoje muito importante, e as edições desta exposição e concurso vêm permitir a promoção da enorme coleção de Camélias existente na região. Estas coleções são objeto de estudo, classificação e recuperação com o objetivo de vir a ser os mais importantes acervos de variedades históricas portuguesas no sul do país.

Horário Exposição:
23 de fevereiro - 14h30 – 18h00
24 de fevereiro - 9h30 – 18h00

Entrada livre nos jardins do Palácio Nacional de Sintra

Horário Workshop Ikebana:
23 de fevereiro – 16h00
24 de fevereiro – 15h00

Duração: 1 hora
Máximo 10 participantes
25€/pessoa

Inscrição prévia:
Tel.: 21 923 73 00
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar




camelias sintra2013 2
 

 

Monumentos

Itinerários Românticos

Figuras Românticas

GastronomiaFofosCafés e Casas de CháFiguras Românticas
Sintra, Capital do Romantismo
Click here to access Câmara Municipal de Sintra Webpage
Click here to access Portugal's Turism Webpage
Click here to access Lisbon's Turism Webpage
Click here to access Yougo's Webpage
Opinions about Sintra and Sintra Hotels