Museu Anjos Teixeira

Encontra-se instalado num imóvel construído nos inícios do século XX para azenha, que, na Azinhaga da Sardinha, aproveitava as águas do Rio do Porto.

A 24 de Setembro de 1974, Mestre Pedro Augusto dos Anjos Teixeira legou oficialmente à Edilidade Sintrense, todo o seu espólio (de cariz neo-realista) e, ainda, boa parte do de seu pai, Artur Gaspar dos Anjos Teixeira, ficando, deste modo, as obras de dois grandes Mestres escultores contemporâneos reunidas no mesmo espaço, o qual abre ao público apenas em 1976. Passou o Mestre a residir no edifício, transformando-o numa Casa-Museu pública e num Atelier vivo, onde deu aulas de escultura entre 1977 e 1992.

Mais tarde, o Museu sofreu obras de beneficiação no seu interior, tendo-se optado pela pintura de paredes e peanhas em tons mais claros, por forma a destrinçar o que é infra-estrutural e o que está exposto, tendo-se, igualmente, procedido ao tabelamento de todas as peças expostas.

Este museu é dedicado à mostra da escultura de dois grandes Mestres portugueses, pai e filho, Artur Gaspar e Pedro Augusto dos Anjos Teixeira, cujas concepções (desenho e escultura) se inserem no Naturalismo, Realismo, Tardo-Naturalismo e Neo-Realismo. Ambos exploraram as temáticas da anatomia humana e animal, o trabalho, a liberdade, as profissões, a condição feminina e as figuras históricas e religiosas.

Morada
Museu Anjos Teixeira
Azinhaga da Sardinha,
Rio do Porto  Sintra,
Tel: +351219238827
Fax: +351219238827
Email:  museu.ateixeira@cm-sintra.pt

Horário
Terça - sexta: 10.00h - 18.00h
Sáb - dom: 12.00h - 18.00h
A admissão de visitantes até 1h antes do fecho
Encerra à 2ª feira e feriados

Entrada
1,00Euro

Características e Serviços
Visitas Guiadas
Instalações sanitárias
Parque de estacionamento

Actividades de Animação

Serviço educativo- Direccionadas para o Jardim de Infância, 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico, o Museu Anjos Teixeira tem, ao dispor da comunidade escolar, duas actividades lúdico-didácticas.

 

Outras Informações

Colecções / Patrimónios Legado artístico de dois grandes escultores portugueses contemporâneos – Artur Anjos Teixeira (1880-1935) e Pedro Anjos Teixeira (1908-1997), respectivamente pai e filho. 

cms 320x191SintraInnActive Sintraturismoportugal 320x191tripadvisor 320x191 
TOPO